quarta-feira, 18 de abril de 2012

30 ANOS - UMA HISTÓRIA EM TAMOIOS

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Muitos são os laços que me ligam a esse lugar que meus pais escolheram pra eu morar. Lugar onde passei toda minha infância e adolescência, onde me tornei adulto e que hoje vivo com minha família. Lugar que como pai, hoje escolho para ver minha filha crescer. Convicto, afirmo que foi a melhor escolha que meus pais poderiam ter feito, pois dos 30 anos que completo hoje, passei 24 desses no melhor lugar do mundo pra mim, aqui em Tamoios!
Lembro-me quando meu pai atravessava a ponte pra olhar a nossa casa que estava sendo construída e que tinha que passar por um tal lugar chamado de Escorre Sangue, hoje Avenida Beira Rio, minha mãe ficava desesperada, rezava, orava, e eu pequeno imaginava um monte de coisa. Era uma angústia até ele voltar. Poucos sabem que esse nome foi dado, porque no local funcionava um matadouro de boi, clandestino, onde as caminhonetes passavam lotadas de carne e escorrendo sangue por toda a rua. Nossa, que lugar pra escolher pra se morar? Muitas pessoas pensariam dessa forma! Na época não tínhamos muitas escolhas, mas, minha mãe conta que tivemos tudo pra morar em Barra de São João, mas, o destino se encarregou de colocar Tamoios em nossos caminhos, ou melhor, colocar-nos nos caminhos de Tamoios.
Quando viemos morar aqui eram pouquíssimas casas, quase todas tinham cerca de arame farpado e apenas algumas ruas eram calçadas com barro batido, mas predominavam as trilhas de areia por dentro dos matos, inclusive toda Rua da Torre. Foi nesse cenário que cresci e que brotou o amor e o respeito por Tamoios e que hoje continua crescendo cada vez mais regado pela esperança de um dia ver meu lugar próspero.
Nesse tempo...
...Já corri em trilhas de mato dentro do Chavão pra catar frutas, subindo em pé de ingá, manga, jenipapo, arrancando maracujá pelas cercas...
...Já corri de Tagino, pois, todos acreditavam que ele era lobisomem, inclusive os adultos, e eu como criança não poderia deixar de acreditar...
...Já corri de vaca brava, já corri de cabrito e vi um amigo tomar uma chifrada na bunda...
...Já corri por cima da pinguela quando era apenas um pedacinho de mourão cortando o mangue...
...Já pesquei em todos os rios e lagos do Chavão, já peguei goiamum em ratoeira de lata de óleo e tive que me esconder de Dona Maura, a Senhora dos Matos, “Dona dos Goiamuns”...
...Já soltei pipa quando os únicos fios de energia que tinham eram os das torres, fazíamos cerol com farinha de trigo...
...Aprendi a jogar sinuca com Bené barrigudo, tomei carreira de super-homem, conheci pé-de-rodo, já mexi com manequim doido, já corri de furacão, chorei quando funga morreu...
...Passei tardes e tardes na casa da Dona Erli, com grande Roberto, seu marido, que tinha um coração do tamanho de um trem...
...Festejei as festinhas de São João organizadas por ela e me empanturrava de pé-de-moleque...
...Brincava muito nas festinhas de Santo Antônio, no bairro que leva o seu nome, com meus amigos...
...Já ganhamos de 9 x 1 do imbatível time de Peruinha com o nosso Cruzeirinho treinado pelo inesquecível amigo Fábio...
...Já joguei futebol no campinho do Arranca-Toco, que tinha as traves feitas de madeira de mangue...
...Jogava bola no Campo do Postinho, onde hoje foi construído o poliesportivo. Quem chegava ia entrando no jogo! Eram 17 de um lado e 14 do outro e o futebol seguia...
...Quantas vezes cortei minhas costas nos arames farpado das cercas que faziam as divisas dos terrenos, ainda mais nas brincadeiras de pique esconde...
...Já joguei bola de gude, taco na roda, pião, soltei pipa, brinquei de escoteiro, pique-pega e esconde por todas àquelas ruas...
...Já chorei por saber da morte muitos amigos, muitos e muitos que foram se perdendo no caminho por falta de oportunidade...
...Alguns inocentes, alguns sem juízo, alguns sem direção e sem família, muitos tiveram suas vidas ceifadas, interrompidas...
...Já deitei a noite triste por ter mudado de lugar e acordei feliz no outro dia por saber que meu pai tinha conseguido construir uma casinha que seria nossa...
...E ainda me lembro como se fosse hoje, quando na primeira noite que passamos nesse novo lugar, que logo pela manhã quando acordei vi os raios de sol entrando pela janela como se fosse um sinal de boas vindas...
Muitas são as histórias e lembranças...
Por isso quando alguém vier falar de Tamoios, respeite, pois, seus filhos cresceram, somos frutos dessa Terra e estamos prontos para defender essa nossa Mãe que tão bem nos acolheu.
“Eu agradeço primeiramente a Deus pelo meus 30 anos de vida que completo hoje e pela oportunidade que tive de viver nesse meu lugar! Assim como agradeço a meus pais, por tudo, pelo seus esforços, pelo amor incondicional, vocês foram o meio que me possibilitaram estar nessa Terra”.
Bruno Marques





4 comentários:

Ana e Andre

Bruno parabéns pelo seu aniversario.Nossa terra amada precisa de guerreiros como você,que cresceu aqui e presenciou o desenvolvimento de Tamoios. Só quem conheceu essa terra a quinze anos atras,é capaz de expressar o real desejo de lutar para que seus encantos não fiquem apenas na memoria.
Abraços carinhosos
Ana e Andre

MICHELE RODRIGUES

BOM DIA BRUNO!
TENHO UMA CASA EM TAMOIOS, E APESAR DE NÃO VIVER POR LÁ, TENHO PAIXÃO POR AQUELE LUGAR.
SÓ ACHO UM DISPERDICIO TAMOIOS AINDA NÃO TER SE TORNADO UM MUNICIPIO INDEPENDENTE DE CABO FRIO. POIS É UM ABSURDO QUE ATÉ AGORA ESTA POLITICA NÃO TENHA OFERECIDO UM PLANO DE DESENVOLVIMENTO COM UMA INFRA-ESTRUTURA PARA A NOSSA REGIÃO.
POIS CREIO QUE FALTA UM POUCO DE VISÃO, PARA SABER EXPLORAR E VALORIZAR AS RIQUEZAS QUE A GENTE TEM POR LÁ, CLARO QUE DA FORMA QUE TODA A POPULAçÃO VENHA A LUCRAR.
DESDE JÁ AGRADEçO A ATENçÃO, E DEIXO AQUI A MINHA ADMIRAçÃO PELO EXELENTE TRABALHO QUE VOçÊ TEM PRESTADO A ESTA POPULAçÃO.

Jornal TOCHA

Bruno meus votos de feliz niver,um pouco atrasado - acho que é uma característica minha ,não muito boa- para voce tudo de muito especial e votos de muitas realizações.
Quanto ao seu escrito posso lhe dizer que: feliz é o homem que teve infância, guiada pelos pais e que tem nestas recordações o verdadeiro sentido da vida em uma de suas etapas.
Sucesso sempre
Deyse Cruz - Jornal TOCHA

Blog Tamoios Urgente

Obrigado à todos pela lembrança!

 
BLOG TAMOIOS URGENTE ◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates ► Distribuído por Templates