segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

UMA CARTA DE ESPERANÇA

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

POR J. VIGGIANI

Querido Papai Noel
Sei que o senhor deve estar muito ocupado, mas eu queria muito falar com o senhor.
Tenho 10 anos e moro em um dos muitos bairros pobres (periferia) de Cabo Frio, gostaria de estar escrevendo esta cartinha para lhe pedir uma bicicleta ou uma bola, porém o que mais gostaria de receber de presente é um emprego para o meu pai, uma escola bem legal com uma merenda gostosa, minha mãe diz que se eu estudar muito, não serei igual a muitos adultos do meu bairro que não conseguem cobrar do governo aquilo que tem direito. Papai Noel, será que o senhor consegue que o posto de saúde do meu bairro tenha médicos e remédios para a minha avó? Escuto as pessoas falarem que Cabo Frio recebe muito dinheiro, mas meu pai e minha mãe vivem reclamando que nós não temos dinheiro nem para comer, que se não fosse à pensão da minha avó, nós já tínhamos morrido. Como aconteceu com o meu colega da escola, que morreu de meningite. Papai Noel, eu não quero morrer, será que o senhor consegue vacinas e remédios de presentes para os médicos usarem?.
Papai Noel, tem coleguinhas que tem roupas e tênis de marca, elescompram com o dinheiro que recebem dos homens que mandam no bairro, mas minha mãe falou que isso é muito errado e que eles podem ser presos. Papai Noel, eu não quero ser preso nem morrer de balaperdida. Se o Senhor atender meus pedidos, quem sabe no outro Natal eu possa pedir uma bicicleta para ir para escola que é muito longe de onde moro. Prometo que vou continuar me comportando bem, tirando boas notas na escola e ajudando minha mãe a fazer salgadinhos para vender na praia.
Papai Noel, olha cuidado para não se perder, pois no meu bairro os becose ruas não têm nome e as casas não tem número, mas é só o senhor perguntar onde mora o Joãozinho filho da dona Zilda que todo mundo sabe. Vou botar o meu tênis na janela, não repara, ele está meio furado, mais é o único que tenho, meu pai falou que quando conseguir um biscate ele compra um novo para mim.
Papai Noel muito obrigado e um beijo deste menino que tem muita esperança de um dia morar em uma casa bem bonita com um banheiro legal e água que não seja de poço e da chuva, até o outro Natal.
Joãozinho.
NATAL SEM LUZ (só no gato) E COM FOME (sem cesta básica).

1 comentários:

João Paulo

Parece até brincadeira né?!Pois é...pura realidade,existem várias crianças e famílias que vivem essa realidade em Cabo Frio e Tamoios.

 
BLOG TAMOIOS URGENTE ◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates ► Distribuído por Templates